quinta-feira, 25 de junho de 2020

Chernobyl Hormonal

A mulher é um ser abençoado, que mensalmente é relembrado da sorte da reprodução da qual é portadora, através de um espectáculo visceral gráfico, com efeitos sonoros. Não sei quanto a vocês, mas eu seria capaz de me lembrar de tal dádiva com uma notificação no telemóvel. O efeito hormonal que é produzido no corpo feminino é como uma pequena réplica do Chernobyl. O impacto real pode ser na sua fábrica interna, mas toda a população que a rodeia vai sofrer de efeitos colaterais. Um mês aprazível é aquele em que a explosão é contida, apenas derretendo o nosso discernimento e amor próprio, e em que o vosso parceiro foi rápido o suficiente para sair de cena, conduzir para o país vizinho e mudar de nome.

São pantanosos os caminhos que os nossos parceiros têm de percorrer uma vez ao mês. Digam ou não digam, estão incorrectos. Façam ou não façam, fazem mal. Perguntar, nem é uma opção. A única maneira de sobreviver é ser portador de um kit de primeiros auxílios com chocolates, um filme de terror e um romance (a coisa pode pender para qualquer um dos lados) e calmantes (para ambos). Para vos ajudar a visualizar a problemática, aconselho-vos a ver o filme Inside Out da Pixar, em ácidos, nus, no parapeito do edifício onde trabalham.

O descanso de guerreiro vem com a idade, seria de esperar. Mas alguém decidiu inventar a menopausa, onde as quatro estações do ano são vividamente sentidas por minuto e as emoções que estavam contidas a uma vez por mês, são constantes e vêm de machete em punho. Eu não quero brincar mais a isto, será que ainda vou a tempo de trocar a minha genitália por uma daquelas coisas penduradas que para ai andam?

10 comentários:

  1. Viver só com mulheres dá para perceber essas fases todas.
    Bfds

    ResponderEliminar
  2. E nós homens conseguíamos viver sem as mulheres? ( não lhe podemos é dizer isso...? )
    .
    Um dia feliz
    Cumprimentos poéticos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não podem porque aportamos muita adrenalina no vosso quotidiano...ahah!
      Bom fim de semana que se aproxima!

      Eliminar
  3. Tão bom de se ler. A mulher é um ser fantástico, mas não é mesmo fácil ser mulher.

    Endlessloveoficial.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos bichinhos complicados sem dúvida, mas fascinantes =P

      Eliminar
  4. É verdade. Quando pensamos que estamos mal e no futuro é que será a paz... cai-nos tudo em cima de uma vez só. :))))

    Trocar a dita, podes sempre, mas as hormonas continuam lá, logo, não me parece boa ideia :)))

    Bom fim de semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado pelas palavras de sabedoria Alexandra...tens razão, vou ficar com a dita! Mal por mal xD

      Bom fim de semana!

      Eliminar