sábado, 25 de janeiro de 2014

Atributos de Descolagem

Os aviões são os meios de transporte que mais sensações evocam em todos nós, todo o ambiente de um aeroporto ora nos faz sorrir por ver aquele que amamos, chorar por nos despedirmos de um amigo ou esmurrar o empregado de balcão quando nos diz o preço inflacionado de uma garrafa de água. Por muitas viagens que faça e muito cansaço que estas por vezes provoquem, vou sempre gostar do misticismo dos aeroportos, mas há coisas que me ultrapassam.

Vejo a entrada para as portas de embarque como um teste de bravura e paciência que só os mais corajosos irão aguentar. Há certos procedimentos para passar pelos detectores de metais que são óbvios até para a minha avó que o mais perto que esteve de algo que voasse foi de um pombo…e estava morto…como por exemplo, não ser portador de metais.

Eu quando vou apanhar um voo visto-me da maneira mais confortável possível, com todo o material electrónico à mão e líquidos ordenados em sacos. Porém, foi criado um critério selectivo em que não podem ser só pessoas dotadas de actividade cerebral num avião, pois caso haja um atentado deverá haver sempre quem sirva como sacrifício sem que se perca grande coisa. Aparece sempre na fila para o detector de metais uma senhora (quando estamos atrasados para o voo, até aparecem três ou quatro, é como o ultimo nível de um jogo de paciência muito medíocre) que se faz portadora de toda a loja da Parfois ao pescoço, cintos que dão quatro voltas ao seu mais que tudo, amostras de perfume em todos os orifícios, quatro telemóveis, um IPad, uma máquina fotográfica no meio das meias, moedas como se fosse um porquinho mealheiro, saltos altos que gritam a potencial ameaça por se assemelharem a picadores de gelo (e fazem os detectores disparar pelo nível de mau gosto) e claro o corta unhas no bolso (porque tudo o que se quer é levar com a unha de um desconhecido no olho durante um voo internacional).

Todo o processo de montar e desmontar as peças destas bonecas, demora mais tempo que o voo em si. Até porque as quarenta televisões da fila de espera que explicam com desenhos o que até o pombo morto da minha avó perceberia, relativamente ao que fazer antes de chegar à passadeira, não são suficientemente claras, então vá de deixar tudo para quando lá se chegar, não vá perder meia Parfois pelo caminho. A simples existência deste tipo maléfico de seres humanos é a única coisa que odeio em aeroportos. São como uma pandemia, vocês podem ir ao Dubai e garanto-vos que debaixo daquela burca nem o corta unhas vai faltar.

23 comentários:

  1. É uma tristeza, mas nunca andei de avião :s

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há umas quantas dicas sobre como escolher a melhor fila para passar a segurança:
      Preferencialmente homens, com bagagem de mão, de fato, sem crianças e nada de pessoas com chapéu.

      Eliminar
  2. São os chamados "empatas". Até a um nível bastante mais simples e comum, como as caixas de supermercado, o empata tem que aparecer com o frasco de mistura com 20% de café, de marca branca, que depois de passados largos minutos a olhar para a prateleira, acabou por levar sem ter percebido qual era a etiqueta referente àquele artigo. Normalmente são velhotas que quando finalmente decidem pagar a mixórdia, ainda sacam de um porta-moedas onde guardam o que sobrou da reforma, em moedas de um, dois e cinco cêntimos. xD

    ResponderEliminar
  3. é mesmo , temos que ser nós a encontrar a paz dentro de nós.

    ResponderEliminar
  4. r: então eu dou o porco espinho e tu dás o lulu :(

    ResponderEliminar
  5. Ainda só andei 4 vezes de avião, por acaso gosto imenso a sensação de estar mesmo lá no alto eheh
    R: E é mesmo, agora sim sei bem o que é o amor :')

    ResponderEliminar

  6. "...o que até o pombo morto da minha avó perceberia..." esta afirmação vai-me fazer soltar gargalhadas cada vez que me lembrar dela!!:):)
    Lol...Muito bom...eu não explicaria melhor o quanto isso irrita!!...

    ResponderEliminar
  7. Andei duas vezes de avião, para Londres, e a terceira vez vai ser já na próxima quinta-feira, para Barcelona. E nunca tive grandes problemas destes. Mas percebo o que queres dizer. Consegue ser muito chato que à nossa frente, quando estamos atrasados, esteja uma pessoa que não sabe cumprir as normas e, por causa dela, para além de ficarmos com os nervos em franja, ainda temos de esperar mais e mais.
    Quanto à mística dos aeroportos, concordo absolutamente contigo. Já chorei muito num aeroporto mas também já sorri muito! :p

    ResponderEliminar
  8. Ah, tens tanta razão. Não posso com pessoas assim. Quando viajo preparo tudo para evitar ao máximo essas cenas, mas há gente que não se atina. Enfim.
    beijinho

    ResponderEliminar
  9. Parece que sim, que ainda há muita gente que ainda julga com base na aparência .

    ResponderEliminar
  10. hahaha como te compreendo! também adoro todo o ambiente no aeroporto e muito sinceramente não me importo com toda a revisão e tudo mais. mas realmente acho completamente ridiculo as pessoas que vão toda à árvore de Natal lá para dentro. Parece que não têm amor ao tempo hahahah xD

    ResponderEliminar
  11. Só andei duas vezes de avião, por isso não posso falar muito :P Grande post, mais uma vez. Adoro a tua forma de escrever!

    ResponderEliminar
  12. Gente que só atrapalha...estão por todo o lado!

    ResponderEliminar
  13. Aviões, aeroportos e gentes dessas bandas, não é comigo!

    ResponderEliminar
  14. Ainda não andei de avião.

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. ahahah Admito que ando pouco de avião, por isso nunca penso no que levo vestido!!

    ResponderEliminar
  16. Morro de medo de aviões!! Se entrasse num,acho que desmaiaria com falta de ar ou então morreria de susto. Desejo que o teu mês de janeiro termine da melhor forma possivel. Muitos beijinhos,fica com deus e até breve!! http://musiquinhasdajoaninha.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  17. Eu sofro tanto quando ando. Dos ouvidos. É um stress. Mas, quando tem que ser, tem que ser! ;)

    ResponderEliminar
  18. AHAHAHAHA, fabuloso! Como eu te entendo!!! Há gente mesmo mais burra que pombos mortos, mas de qualquer forma, sempre é melhor que se assemelhar a uma raposa morta ;)

    ResponderEliminar
  19. (sff) Ler só se tiver tempo e paciência:
    http://bonstemposhein-jrd.blogspot.pt/2012/12/shame-on-you.html

    ResponderEliminar